[There are no radio stations in the database]

    As Minhas Histórias nas ondas do Éter

    Alice Vieira A primeira vez que o meu filho votou foi para umas eleições autárquicas,já lá vão mais de 30 anos.Ele tinha um amigo inseparável : gostavam das mesmas músicas, eramsócios do mesmo clube de futebol, disputavam partidas de xadrez todosos sábados , iam às mesmas discotecas, estavam no mesmo curso dafaculdade.Mas, nessas primeiras eleições, […]

    CRÓNICA SEMANAL DE ALICE VIEIRA. UNIVERSIDADE DOS QUADRADINHOS Existe neste nosso mundo uma universidade popular que, à margem dosensinos oficiais , enche de uma especial sabedoria as mais diversascamadas da população. Não dá diploma, não assegura emprego nemreforma—mas dá ao rosto de quem a possui um halo de beatitude que sótranspira do coração dos iluminados. […]

    CRÓNICA SEMANAL DE ALICE VIEIRA. VEREMOS O QUE AÍ VEM É normal pedirem-me sempre textos no final do ano.O que foi muito bom, o que foi bom, o que foi assim assim.Acho que nunca escrevi um texto sobre um ano tão mau.E donde não se pode fugir para lado nenhum.Mas também não podemos fIcar de […]

    CRÓNICA SEMANAL DE ALICE VIEIRA.  Jantar de Natal. Poucos e rápido.Diferente de todos.Porque temos de estar afastados—e vá lá que a casa é grande,comporta duas mesas grandes…para seis.E porque temos de usar máscara sempre que não se esteja acomer ou a beber.Tenta-se conversar, mas as máscaras parece que levam a nossavoz e temos de berrar.Então […]

    CRÓNICA SEMANAL DE ALICE VIEIRA. Quando eu era criança, não gostava do Natal.Compravam o peru com antecedência, depois embebedavam-noe ele andava aos zigue-zagues pela cozinha, e eu corria cheia demedo dele.Depois chegavam os tios da aldeia, mais as mulheres . Todos elestinham uma mulher da aldeia e uma de Lisboa. Esta era a únicavez em […]

    PALHAÇOS E PAPÕES O humor é uma coisa muito séria e varia de país para país.Lembro-me que um dia, logo em 1974 –quando todos nósqueríamos ir à Rússia e todos os russos queriam cá vir—dachegada a Lisboa de um artista de circo russo, Oleg Popov,considerado então como o maior palhaco do mundo. Palhaçopobre típico, enormes […]

    DICAS PARA AFUGENTAR AMIGOS… Em tempos normais, era normal irmos visitar os nossos amigos.Mas às vezes a vontade de recebermos o amigo que nos batia àporta não era lá muita. Por isso a minha amiga Clara abriasempre a porta com uma mala ao ombro. Se lhe apetecia estarcom aquela amiga, exclamava: “Que sorte! Estou mesmo […]

    QUEM VÊ CARAS… Não conheço muito dos Estados Unidos. Mas, das cidades queconheço, a minha preferida é Chicago. Poder molhar os pés na praia—com os arranha-céus mesmoatrás de nós… Entrar e sair quantas vezes quisermos, sem pagarqualquer bilhete, da Robie House , de Frank Lloyd Wright…Andarhoras pelo Parque de Oz, tirando fotografias ao lado das […]

    LIVRO DE RECLAMAÇÕES. Estive sem net durante dois dias. Ainda por cima no feriado do 5 de Outubro. E se eu gosto sempre de festejar o 5 de Outubro, gosto muito mais de o festejar aqui na Ericeira—porque foi daqui que nesse dia D.Manuel II e a Rainha D. Amélia partiram para o exílio. De […]

    A NOSSA MÁ MEMÓRIA Fez-me um bocado de impressão que a morte da Juliette Gréco tenha passado tão despercebida entre nós. Eu sei que muitos programas de televisão são gravados com muita antecedência, ou uma data deles por dia , e que depois seja difícil estar a par com estas coisas. Eu bem sei que […]