Crónica semanal de ALICE VIEIRA.

Page: 2

O MELHOR DO MUNDO Se há coisa que me irrite (entre muitas outras, claro, seria uma mulher feliz se só uma me irritasse…) são aquelas frases que começam por “O melhor….” Ou mesmo por  “Um dos melhores…” (E não falo aqui de desporto) “Um dos melhores livros deste ano”—não quer dizer nada. Se é “um […]

TECNOLOGIA: LIBERDADE, ANGÚSTIA, SUBMISSÃO. Até ao princípio da noite de hoje não sabia se podia mandar estetexto ou não. E só quando chegar ao fim é que sei.De repente o vírus deve ter entrado no meu computador e odesgraçado, durante três dias, nem uma nem duas. Recorro aomeu técnico (o meu salvador nestas ocasiões), ele […]

OLÁ, COMO ESTÁ ? Em finais dos anos 70, mandaram-me fazer uma entrevista aoentão sócio nº 1 do Sporting, Mário Duarte. Mário Duarte não era só um grande homem do desporto, mastinha tido uma carreira brilhante na diplomacia. Andaria naquelaaltura muito perto dos 80 anos.Ligo-lhe para casa para marcar a entrevista, e vem umaempregada ao […]

DE QUE SE MORRE ? Não se morre só de Covid, nem de desastre de automóvel, nemde crime violento.Estes são casos que nenhum canal de televisão conta, quenormalmente nem vêm nos jornais, ou vêm numa pequenanotícia que não chama a atenção.Morre-se de solidão.De se estar sozinho, e ninguém dar por nós.Numa (pequena) notícia leio que […]

LIVROS PARA DEITAR FORA Confesso: não sou capaz de deitar fora livros. Até porque pertenço a um tempo em que não se deitava nada fora. Para lá de receber muitos livros (os meus amigos pertencem quase todos ao ramo), eu ainda sou uma compradora compulsiva!  Periodicamente, lá encho caixotes de livros que vou enviando para […]

NO CENTRO DO PARAÍSO Hoje vou falar-lhes do paraíso. O meu é a Ericeira—a que eu chamo a minha pátria. Vivi aqui em criança, numa moradia junto à estrada que é hoje um prédio de quatro andares. Depois ainda vivi em mais três casas diferentes, uma delas ao lado da praça de touros. A casa […]

O VALOR DE UM ABRAÇO Ouço e leio as terríveis notícias dos incêndios.  Por toda a parte. Como todos os anos. É porque as matas não estão limpas, é porque foram incendiários, é porque as pessoas não têm cuidado , enfim,  todos os anos é o mesmo  Os incêndios sempre me afligiram muito, possivelmente porque […]


Current track

Title

Artist