AS MINHAS HISTÓRIAS NAS “ONDAS DO ÉTER” CRÓNICA SEMANAL DE ALICE VIEIRA

Written by on 21/11/2020

ME, TARZAN…

Com estes últimos dias atribulados que tenho vivido, nem
tempo houve para dar uma vista de olhos às revistas que me
chegam a casa. Esta manhã decidi pegar numa delas, ver a data,
e vá lá, não era assim muito antiga.
E, de resto, o artigo que logo me chamou a atenção era
intemporal. João Pedro George escrevia sobre o Tarzan. Meu
Deus, os filme que eu vi do Tarzan em miúda, com o Johnny Weissmuller a saltar de liana em liana, a dar murros no peito
como os macacos, a berrar palavras incompreensíveis, e famoso
sobretudo pela célebre frase “me, Tarzan; you Jane”—que ele
nunca disse…
Neste artigo fiquei a saber que, antes de iniciar a carreira
cinematográfica , ele era nadador olímpico. Prémios , medalhas e
uma data de récords batidos. Terminada a carreira de nadador ,
enveredou pela publicidade, sendo modelo exclusivo de uma
marca de roupa. Nessa qualidade andou por vários países ,entre
eles os Estados Unidos.
Conhecido pela sua fama olímpica, toda a gente se aproximava
dele . E num dos hotéis em que esteve, conheceu um miúdo,
engraçou com ele, conversavam—e até o ensinou a nadar.
Entretanto o miúdo foi-se embora.
Weismuller ainda tinha contrato para mais uns dias ali e, no dia
da partida, esperava-o uma surpresa : na recepção entregaram-
lhe um embrulho. Dentro estava um relógio daqueles que têm
mais zeros no preço do que números no mostrador, acompanhado de um cartão, onde se lia “obrigado por ter
ensinado o meu filho a nadar—AL CAPONE”
Se os realizadores de cinema tivessem sabido disso, de certeza
que a famosa frase que ele nunca disse, teria sido “me, Tarzan;
you., Al Capone”


Current track

Title

Artist