“TWEETS COM CORAÇÃO” RUBRICA SEMANAL DE MÁRIO MÁXIMO

Written by on 23/09/2020

NAMASTÊ

Os cumprimentos identificam as culturas que lhes deram origem, significado e modo. Cumprimentar é uma atitude que ao longo do dia todos nós tomamos. É improvável completarmos um dia inteiro sem cumprimentarmos alguém.

Habituei-me a apertos de mão aos homens e a algumas senhoras. Habituei-me a cumprimentar com um beijo (ou dois) amigas e senhoras, em situações onde um clima de descontração o permitia e aconselhava. Habituei-me, ainda, a abraçar quando um verdadeiro amigo se acercava de mim. Sobretudo quando já não via esse amigo há muito tempo. Habituei-me, enfim, a beijar o meu pai e a minha mãe. Os meus filhos.

Agora, todos estes cumprimentos entraram em declínio. O novo coronavírus obrigou as mulheres e os homens a praticarem o distanciamento. E surgiram adaptações ridículas de cumprimentos: o encosto de cotovelos ou o toque de pés. O encosto de mãos fechadas.

No oriente – onde a presente pandemia terá (?) começado – esta mudança não foi necessária. Há muito que a sua sabedoria lhes ensinou que um adequado cumprimento não obriga a proximidade física. Curvam-se um pouco, juntam as mãos e dizem “Namastê”.

Quando estive na Capital da Coreia do Sul, Seul, há uns três anos, a toda a hora mulheres e homens se cruzavam comigo e se curvavam. Ao fim de cinco dias já eu, divertido, me curvava de modo intuitivo perante quem se cruzasse comigo. E gostei. Julgo que é um cumprimento respeitoso, elegante e adequado.

António Sampaio da Nóvoa deu, há uns anos, uma conferência onde falou, magistralmente, da diferença entre dizer ‘Obrigado’, ‘Thank you” ou ‘Merci’. Creio que ele poderia dar uma outra conferência refletindo acerca das diferentes formas de cumprimentos.

Há beijos que ficam. Um espetacular beijo na boca (um verdadeiro linguado, diga-se!), entre dois políticos de um regime, o soviético, que começava a apresentar tiques de fim de ciclo. Os protagonistas do beijo foram Leonid Brejnev e Eric Honecker. Lá está, hoje não seria possível esse beijo: pela pandemia do novo coronavírus, pela queda do muro de Berlim e pelo fim do regime soviético…


Current track

Title

Artist