“DIVULGA ESCRITOR” ENTREVISTA ADRIANA MAYRINCK FUNDADORA DA IN-FINITA

Written by on 19/09/2020

Por Shirley M. Cavalcante.

Nasceu em 1970, morou 38 anos no Rio de Janeiro e entre idas e vindas 8 anos em Recife, onde nasceu. Criou a IN-FINITA, em 2008 para eventos, projetos, assessoria literária e produção cultural. Desde 2010, promove a poesia, literatura e cultura luso-brasileira. Em 2017, mudou-se para Portugal e divulga os lusófonos, em seus projetos e eventos. Coordena o Mulherio das Letras Portugal (coletivo literário feminino), representante em Lisboa do Projeto Solidário Ser Mulher, da União Brasileira de Escritores (UBE-Recife/PE) e do ELOS CLUBE (Teresópolis/RJ). Faz parte da Academia Virtual da Língua Portuguesa, na cadeira OLGA SAVARY. Tem dois livros publicados : In-Finita – Dowslley Editora e In-Sensatez – Coleção 32 – Sangres Editorial (edição artesanal).  Participou em algumas coletâneas no Brasil, Portugal e Suíça e de algumas edições do Fanzine Alfarrábios (Rio de Janeiro).

“Orientamos ao máximo, mas não interferimos no processo criativo. Não dizemos se o livro é publicável ou não, acreditamos que todos têm o direito de ter um livro. Mas temos a obrigação e responsabilidade de produzir um livro limpo, sem erros, cuidamos da imagem de capa, que é o cartão de visitas do autor.”

Boa leitura!

Assessora e Editora Adriana Mayrinck é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que a motivou a trabalhar na área literária?

Adriana Mayrinck – Agradeço a oportunidade por esse espaço e é uma imensa satisfação estar no DIVULGA ESCRITOR. 

Nasci ao meio de livros, meu avô materno (José Alves de Almeida Filho) era primo e afilhado do José Olympio e sócio/gerente da José Olympio Editora. Meu bisavô (Alberjano Torres) tinha um dos maiores sebos/alfarrábios do Rio de Janeiro. Desde criança, sempre estive com livros, papel e caneta nas mãos, adoro ler e escrever. Estudei em duas faculdades, artes plásticas (UFPE-Recife) e jornalismo (Faculdade da Cidade/ Rio de Janeiro), mas não me formei,  pois em 1989 comecei a trabalhar e fazer estágios desde o primeiro período de faculdade na TV GLOBO (Globo Esporte/futebol), além de resenhas e entrevistas para jornais e revistas, assessoria de imprensa, produção para comerciais de TV, fui diretora de artes em dois curtas-metragens (Repúblika Pureza – Marcello Maia) entre inúmeras atividades, projetos e eventos culturais, inclusive marketing, vendas e turismo. Em 2010, ao trabalhar na produção do ALT FEST/ FLIPORTO (Feira Literária Internacional de Pernambuco Festival) com o incentivo do poeta Silvio Romero Tuppan, comecei a levar mais a sério as minhas prosas e poesias (inúmeras, escritas em diários, cadernos e agendas desde adolescente) e ao participar dos Saraus Poéticos, Feiras e Festivais literários, entre outros, também os divulgava. Três anos depois, fui agente literária de um poeta português. Em 2017, antes de vir para Portugal, produzi uma série de  eventos para o lançamento do meu primeiro livro (edição limitada de 100 exemplares – em ação colaborativa entre amigos e familiares), sempre contando com parcerias, apoios e patrocínios, como a Fundação Gilberto Freyre, Prefeitura do Recife, UBE (União Brasileira de Escritores – Recife), Espaço Pasárgada/Casa do Poeta Manoel Bandeira, Livraria Praça de Casa Forte, Confeitaria Pernambucana, entre outros. Foram dez dias, celebrando a poesia, entre saraus, encontros literários e uma apresentação musical de samba, com amigos poetas vindos do Rio de Janeiro e os que estavam em Recife, para despedir-me e deixar registrado essa parte da minha história. Foi a forma que encontrei de deixar um pouco de mim no Brasil, agradecer a todos que sempre prestigiaram os meus eventos e a minha escrita, nesses anos de idas e vindas entre Rio de Janeiro e Recife. Mas a minha frustração enquanto autora, pois o livro não ficou exatamente como planejei e nem a sua divulgação, me fez repensar e trilhar um novo caminho para a In-finita.

Apresente-nos o Mulherio das Letras, em Portugal?

Adriana Mayrinck – Quando o Mulherio das Letras começou no Brasil, foi no ano em que estava me organizando para morar em Portugal, e tinha a ideia de trazer o grupo para cá. Tanto que no segundo Conexões Atlânticas em 2018, abri um espaço para o Mulherio das Letras do Brasil e muitas brasileiras participaram, além das residentes na Europa que apoiaram o projecto. Desde esse momento já tinha a intenção em criar esse intercâmbio entre as autoras lusófonas espalhadas pelo mundo, por isso, para não restringir, aceito participantes nascidas, residentes ou que visitam Portugal. E após organizar os novos rumos que a In-Finita tomou ao vir para terras lusas, resolvi assumir o grupo em Portugal.

Mulherio das Letras Portugal é um coletivo feminino, espontâneo vinculado ao movimento Mulherio das Letras Nacional Brasil, mas de caráter autônomo e colaborativo, assim como todos os grupos do Movimento, mas tento seguir as regras e diretrizes, embora cada país e cada grupo tenha a sua particularidade, dependendo da cultura local.

A do Mulherio Portugal é uma mistura de fado e samba, tenho sido sempre muito bem recebida e apoiada em todas as iniciativas e só tenho de agradecer a todas que participam. As portuguesas são acolhedoras, generosas, é uma outra cultura, outra realidade, outra forma de vivenciar as situações, mas percebo que estão começando, mesmo que timidamente a se expressarem mais. No Brasil temos essa necessidade do coletivo, porque nascemos com essa marca deixada por nossas antepassadas e somos mais ousadas em marcar posições e expressar as nossas reivindicações.

Apesar de ser a responsável e administrar o movimento em Portugal, é um coletivo e todas são colaboradoras, e quem foge às regras, não fecho as portas, mas não convido para os eventos.

Quais os próximos projetos do Mulherio das Letras, em Portugal?

Adriana Mayrinck – De imediato é o II Encontro Mulherio das Letras Portugal 2020 – VIRTUAL, nos dias 25, 26, 27 e 28 de SETEMBRO, mas estamos semanalmente com diversas ações promovidas em parceria com a In-Finita, como as entrevistas e leituras que são disponibilizadas no Youtube.

O II Encontro Mulherio das Letras Portugal, previsto para 1, 2 e 3 de maio de 2020 no Palácio Baldaya (Centro Cultural em Benfica- Lisboa) estava organizado com seis meses de antecedência e já contava com a confirmação de mais de 60 escritoras lusófonas espalhadas entre o Brasil e a Europa, além de uma exposição em homenagem aos 40 anos de profissão da escritora portuguesa Alice Vieira. Com a inesperada pandemia (covid-19), adiamos para maio de 2021. Mas ao produzir as coletâneas de poesia, prosa e conto, que marca esse evento, agendei o lançamento virtual para Setembro. Em tempos de quarentena comecei a promover iniciativas VIRTUAIS para manter todas as 234 participantes integradas e mostrar que estávamos todas juntas independente do local e da situação, passando e sentindo o mesmo. São autoras de infinitas realidades, que escrevem em língua portuguesa e participam de vários movimentos literários e sociais, que vivem em Portugal, Brasil, Bélgica, França, Suíça, Itália, Alemanha, Espanha, Londres, Luxemburgo, Croácia, Dinamarca, Irlanda e até Estados Unidos. Após alguns eventos virtuais para divulgação tive a ideia de não mais adiar. 

Vamos realizar além do dia 25 (data marcada para o lançamento das coletâneas) os dias 26, 27 e 28 de Setembro para agregar virtualmente todas as mulheres lusófonas, envolvidas no universo da escrita, separadas geograficamente e que contribuem para o empoderamento feminino, causas sociais e o fortalecimento da literatura em língua portuguesa.

Haverá uma homenagem às mulheres que se destacaram na literatura e na cultura luso-brasileira, entre elas, Alice Viera (portuguesa que celebra 40 anos de vida profissional), Maria Valéria Rezende (escritora brasileira e idealizadora do Movimento Mulherio das Letras), a escritora Laura Areias, portuguesa erradicada em Recife, falecida em 2019, com mais de 45 livros publicados. E a Clarice Lispector (Palestra com Beatriz H. Ramos Amaral) e Amália Rodrigues (Apresentação da Fadista Tina Colaço) pelos 100 anos de nascimento, simultaneamente, comemorados em 2020. Haverá um tributo a Olga Savary (escritora e poeta) e a todas as vítimas do coronavírus.

Continuaremos com as nossas ações virtuais após o evento, pois em novembro já abrem as inscrições para o próxima coletânea Mulherio das Letras poesia , prosa e conto, com lançamento previsto,  se tudo der certo, no Encontro presencial em MAIO de 2021, mas se a pandemia persistir, nos encontraremos virtualmente em setembro, como estamos fazendo agora.

As LIVES e VÍDEOS serão transmitidos no Facebook na página Mulherio das Letras Portugal, na página In-Finita , no YouTube – canal Mulherio das Letras Portugal. 

Apresente-nos a In-Finita, Assessoria Literária.

Adriana Mayrinck – A In-Finita é uma produtora de livros, eventos e assessoria literária. Foi criada 2008 como produtora cultural, na época era In-Finita Bureau de Ideias (Julia Mayrinck, minha filha, hoje com 23 anos e designer, aos 11 anos criou o logotipo e já era a minha assistente de produção e fazia as artes dos eventos). Depois virou empresa para edição de livros e eventos. Entre 2008 e 2017, foram nove anos muito intensos, com diversas atividades culturais entre o Rio de Janeiro e Recife. Ainda no Brasil, em 2017, fechei uma parceria com o Toca a Escrever do Emanuel Lomelino, que também divulga a literatura lusófona em seus blogues desde 2010 e participa de eventos literários, além de autor, com 8 livros publicados. Ao chegar em Lisboa, incorporamos o Toca a Escrever e o Toca a Falar disso como nossas ferramentas de divulgação, segmentamos as atividades para a divulgação de autores lusófonos, assessoria literária e produção de livros. O Emanuel, era o elemento que faltava para completar a pirâmide da In-finita. Ambas com significado: A pirâmide simboliza ascensão, elevação, bem como o poder da vida sobre a morte e In-Finita (significa projetos com começo, meio e fim, mas que deixam o seu legado na escrita, nos livros, nos encontros, na mente e no coração dos que participam)

Quais as principais atividades desenvolvidas pela In-Finita.

Adriana Mayrinck – Produzimos livros personalizados, em Portugal e no Brasil, com baixos custos.
Antes da pandemia, o autor residente em Portugal, não pagava para produzir os primeiros 50 exemplares, era uma forma de incentivo, para que todos pudessem ter o seu livro, mas agora foi necessário criar uma outra alternativa, de co-participação com o autor.

No Brasil e demais países da Europa, fazemos um valor bem abaixo do que geralmente se encontra nos orçamentos. Além da divulgação antes, durante e após o lançamento (contrato de 4 meses, renováveis), fazemos revisão, capa, todos os registros legais e  orientamos sob diversos aspectos, desde estrutura poética ou de organização do texto, língua portuguesa e tudo o que envolve a boa escrita – vocabulários e vocábulos, concordância gramatical e verbal, entre outros.

Estamos começando a produzir também E-Pub e E-book.

 A assessoria literária (divulgação do livro e o autor nas plataformas digitais, eventos, e parcerias com rádios e Tv local) é um serviço prestado independente do livro ser produzido por nós. Fazemos revisão, paginação, consultoria, divulgação, mesmo que o livro seja editado por outros, inclusive indicamos editoras.

Produzimos eventos literários, temos um protocolo há três anos com o Palácio Baldaya, em Benfica – Lisboa (com a pandemia agora os nossos eventos são virtuais) 

Prestamos serviços para editoras, como coordenação de coletâneas, concursos literários e eventos (festivais e feiras de livros)

Obs: Uma informação pertinente, pois aprendi há pouco tempo: Antologia é a reunião de textos do mesmo autor. Coletânea é a reunião de textos de vários autores.

Quem desejar contratar os serviços da Assessoria, como proceder?

Adriana mayrinck – As redes sociais são as nossas ferramentas de divulgação. 

Devido a demanda, é impossível acompanhar e responder a todas as mensagens, por isso pedimos que entrem em contato por e-mail: 

infinita.lisboa@gmail.com ou portugal.infinita@gmail.com

Temos também o número do celular/telemóvel e whatssap (+351) 916 900 238

Em setembro, o nosso site estará disponível: www.in-finita.com . 

Quais dicas apresentas aos escritores.

Adriana Mayrinck – O nosso trabalho é personalizado, cada escritor ou autor, têm uma particularidade, e trabalhamos em cima de suas percepções e desejos. Se quiser estar em grandes plataformas livreiras, indicamos editoras que estejam de acordo com o perfil e vontade do autor. Se querem um livro personalizado, com a nossa assessoria literária e tudo que envolve, pois seguimos uma determinada conduta e regras, que para além da nossa organização, é nossa missão educar o autor, para se chegar ao produto final de um livro, muitos passos devem ser dados antes, não é só pegar um monte de papéis e colocar uma capa em volta. Estamos sempre à disposição e de portas abertas. A In-Finita (Adriana Mayrinck, Emanuel Lomelino e Julia Mayrinck) não faz convites a autores. Mas quem chegar até nós, é sempre muito bem-vindo. Orientamos ao máximo, mas não interferimos no processo criativo. Não dizemos se o livro é publicável ou não, acreditamos que todos têm o direito de ter um livro. Mas temos a obrigação e responsabilidade de produzir um livro limpo, sem erros, cuidamos da imagem de capa, que é o cartão de visitas do autor. O respeito com o leitor, é prioridade. Tentamos ao máximo atingir a perfeição, claro que falhamos, mas ao perceber qualquer deslize, corrigimos de imediato.

Quais os seus próximos projetos literários?

Adriana Mayrinck – A In-finita, desde 2018 têm projetos fixos: coletâneas que incluem diversas ações de divulgação no Brasil, em Portugal e demais países da Europa devido a parcerias com os autores participantes.

Conexões Atlânticas Brasil – Portugal – lançamento JULHO

(autores lusófonos nascidos ou residentes no Brasil e Portugal).

Ecos do Nordeste – Brasil – lançamento NOVEMBRO

(autores nascidos ou residentes nos nove estados do nordeste brasileiros – divulgamos em Portugal e no Brasil – com a colaboração de Josessandro Andrade (coordenador Geral e de Pernambuco), Adna Raul (coordenadora da Bahia) e Patrícia Cacau (coordenadora do Ceará).

Mulherio das Letras Portugal – Poesia / Prosa e Conto – lançamentoMAIO

(autoras que escrevam em língua portuguesa, residentes ou com endereço no Brasil, Portugal ou demais países da Europa (por questões de logística na entrega dos livros e dificuldades envolvidas, não fazemos envios para a África)

Temos coletâneas e colecções pontuais, como TOCA E ESCREVER, PANDEMIA DE PALAVRAS, entre outras, que estamos organizando e em breve serão anunciadas.

A In-Finita acredita no trabalho colaborativo e na parceria, quanto mais autores estiverem juntos, mais se conhece a escrita de cada e aumenta o circuito de leitores e divulgação. Em 2018 convidamos o João Dórdio para coordenar uma colecção de poesia – POESIS (10 autores) e em 2019, ele começou a colecção Dordiana (em andamento), que inclui poesia, prosa, romance e conto. A Maria Antonieta Oliveira, foi convidada, também em 2019 e coordenou a colecção Entre Versos (7 autores), Entre Palavras (7 autores) e está em andamento com a colecção Ecos D`Alma. Temos também a parceria do Raul Tomé (Baltasar Sete-Sóis) que coordena a colecção IPSIS VERBIS, além contribuir na assessoria literária. E a Sara Timóteo. A NTR Rádio Network (Jorge Gaspar) apoia e divulga as nossas iniciativas.

Produzimos também coletâneas idealizadas e organizadas por coordenadores (as) no Brasil, Itália e em Portugal.  Prestamos serviços para as Edições Vieira da Silva (Portugal), com as coletâneas anuais, comemorativas para o aniversário da editora (coordenadas por Adriana Mayrinck), coletâneas e concursos literários (coordenados por Emanuel Lomelino).

Em tempos de pandemia (covid-19) cancelamos os nossos eventos presenciais que aconteciam todas as semanas no Zénite Bar Galeria e Palácio Baldaya, em Lisboa.

E adaptamos para as LIVES e VÍDEOS.  

Em SETEMBRO vai acontecer o II Encontro Mulherio das Letras Portugal 2020 – Virtual, grande encontro de escritoras, editoras, produtoras literárias e autoras lusófonas.

Semanalmente, fazemos o Sarau Virtual In-Finita-Palácio Baldaya (vídeo pré-gravado com três autores declamando ou lendo poesia), Toca a Falar Disso – Dez Perguntas a… (entrevistas), In-Finita: Apresenta… (leituras e apresentação de livros e autores, sejam colecções, livros individuais ou coletâneas), Leituras Poéticas com Adriana Mayrinck (Lisboa) e Inêz Oludé (Bruxelas) (leituras dos poemas e prosas das coletâneas produzidas pela In-finita), Lançamento de Livros Virtuais (pré-agendados). Em breve, Dicas In-Finita, (comentários sobre gêneros literários, figuras de linguagem, entre outras dicas). 

As LIVES são transmitidas no Facebook na página da In-Finita e o SARAU VIRTUAL na página do Palácio Baldaya e depois disponibilizamos os vídeos no YouTube – canal In-Finita.

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor assessora e editora Adriana Mayrinck. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Adriana Mayrinck – É um tempo de muita dificuldade, sacrifícios, renúncia, perdas emocionais e financeiras, solidariedade, aprendizagem e quebra de paradigmas. Todos, sem exceção, precisam se readaptar, recriar e alterar a forma de estar no mundo. Acredito no distanciamento físico, não no social, pois podemos interagir por diversas formas. (e-mail, telefone, cartas, redes sociais, vídeo conferência, etc…)

In-Finita está cumprindo todas as normas e regras, se readaptando, enviando livros via correios, repensando possibilidades de trabalho, diferentes do que fazíamos e acreditávamos. É o momento que a vida desacelerou, nos dando mais tempo e oportunidade para nos reinventar, escrever, criar, ler, produzir. Descobrimos canais para maior interação, mais informação, mais trocas. (virtuais)

Acredito que a pandemia terá a duração que as nossas atitudes pessoais determinarem. Fazemos parte de um coletivo, e o que fizermos corretamente ou equivocadamente, refletirá no outro. Ficar sem aproveitar um verão ou uma viagem, pode ser o sim ou o não para se ter outros verões e inúmeras viagens no futuro. Protejam-se, usem máscaras e muita responsabilidade social. 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literaturahttps://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: divulga@divulgaescritor.com


Current track

Title

Artist