[There are no radio stations in the database]

    SÉRGIO GODINHO CELEBRA 75 ANOS COM CONCERTOS NO TEATRO MARIA MATOS

    Written by on 31/08/2020

    31 Agosto e 01, 15 e 21 Setembro.

    “Setenta e cinco anos, bonita data para se festejar, sobretudo se a saúde se tem mantido geralmente por perto.
    Queria uma grande festa este ano, até que um bicho se intrometeu e nos virou as máscaras. A máscara é agora de verdade.
    E então, que fazer? É aqui que entra a música como grande cuidadora, ela que esteve mesmo presente quando escrevi ficção narrativa.
    E é aqui que entra o Maria Matos, onde estive às Nove e meia, em cinco dias felizes.
    Aos meus 75 anos volto, desta vez às 21. Com os meus amigos Assessores, a desafiar o medo e o silêncio. E os amigos em frente, respondendo à vez.
    Faço anos, no ano do novo normal, e então?
    Embora fazer um som, haja música!”
     
    Sérgio Godinho 
    Julho 2020

    Sérgio Godinho voz
    Nuno Rafael guitarras, percussão, coros, direcção musical
    Miguel Fevereiro guitarras, percussão, coros
    João Cardoso teclado, coro
    Nuno Espírito Santo baixo eléctrico, percussão
    Sérgio Nascimento bateria, percussão

    Sérgio Godinho celebra 75 anos com concerto em Lisboa

    Sérgio Godinho nasceu no Porto, em 1945, e é considerado um dos renovadores da música portuguesa nos últimos 50 anos.

    Estudou Psicologia em Genebra, durante dois anos, foi ator de teatro e começou a exercitar a escrita de canções nos finais dos anos 1960, sendo de 1971 o seu primeiro álbum, “Os Sobreviventes”, a que se seguiram mais 30 editados até aos dias de hoje.

    “Nação Valente”, o mais recente, saiu em 2018.

    Apesar de ser conhecido sobretudo pela música, Sérgio Godinho tem canalizado a escrita criativa por outros géneros, como teatro, argumento para cinema, ficção para crianças, poesia e contos, em títulos como “O Pequeno Livro dos Medos”, “O Sangue por Um Fio” e “Vida Dupla”.

    Em 2016 editou “Coração mais que perfeito”, o primeiro romance, ao qual se seguiu “Estocolmo”, em 2019.