“DESABAFOS” WEBSÉRIE DE ANDRÉ MURRAÇAS ESTREIA 12 DE JUNHO

Written by on 10/06/2020


André Murraças filmou os “Desabafos” do isolamento e fez uma websérie.

Desabafos

Cinco personagens e uma câmara a servir de confessionário para maleitas do espírito. Estreia-se esta semana online uma produção que mostra como “o vírus nos fez procurar alternativas”.

Cinco lisboetas, isolados em casa, vão transformar a câmara num megafone e deixar-nos de frente com as suas preocupações diárias. A ideia, de André Murraças, chega à internet a 12 de Junho.

Quando o dramaturgo e encenador André Murraças (Barba Rija) pensou em fazer uma série sobre cinco pessoas fechadas em casa por força de uma pandemia, não o imaginou como um retrato quotidiano de frustração. Pelo contrário. Desabafos é um trabalho guiado pelo humor, leve, uma imagem da cidade fechada que não é só sobre a quarentena mas também o é. É, ainda, sobre uma outra ideia, mais nacional do que universal: a de que todos nós refilamos.

“Queria brincar com esta coisa portuguesa de estar sempre a refilar. É olhar para o que nós somos. Não é uma série sobre Covid mas mostra que sempre tivemos problemas e que este bicho nos ajudou a ter mais consciência disso”.

A série, que estreia esta sexta-feira, junta cinco actores, cada um com as suas indignações. Sandra (Ana Brígida), cujos desabafos vão sempre parar aos homens e aos seus defeitos; Rodrigo (Manuel Moreira), especialista da embirração, picuinhas; Mário (Miguel Costa), obcecado com a falta de educação; Elsa (Cláudia Jardim), mãe e blogger, aproveita o tempo entre as duas tarefas para desabafar; Carlos (João Villas-Boas) é o último: gay, solteiro, não compreende este novo mundo da tecnologia e dos encontros online.

A ideia, diz André, foi-se desenvolvendo ao longo de algum tempo. Esteve para ser uma série, depois foi pensada para existir com o apoio de marcas e product placement. Acabou este ano por sair do papel, usando a internet como veículo. “Queria fazer algo com um modelo que pudesse fazer em casa mas que chegasse a muitas pessoas. Este veículo internet acabou por ser um modo de comunicação muito presente.”

Estão, para já, cinco episódios planeados, lançados às sextas-feiras, às 08.00. A banda sonora ficou a cargo da dupla Fado Bicha, que mistura o fado e a modernidade lisboeta. A edição de vídeo contou com a Três Vinténs e a produção é de Mónica Talina. “É uma série levezinha, com humor diversificado. Uma distracção, é aproveitar um meio que existe há muito, e que pode ser uma porta com bastantes conteúdos e fruir este formato.”

Desabafos é uma websérie de humor sobre o que nos incomoda e faz refilar. Nada melhor do que estes tempos para desabafar sobre tudo e nada. É também sobre como nos adaptámos a uma nova forma virtual de comunicar. Uma série para os tempos que correm, sobre os tempos actuais.

Semanalmente é libertado nas redes sociais e site oficial um episódio onde 5 personagens desabafam as suas inquietações.

São personagens que nos dão a multiplicidade da cidade. Há Sandra (Anabela Brígida), a nossa romântica. Os seus desabafos vão sempre parar à mesma coisa: homens. Os defeitos do homem com quem saiu no dia anterior, o telefonema do rapaz em quem não está interessada e o chefe giraço que não lhe liga. São desabafos muito sentidos de quem procura um príncipe encantado mas que também sabe que ele não existe. Há Rodrigo (Manuel Moreira), certinho que sai do sério facilmente. Costuma desabafar muito. Embirra com coisas do dia-a-dia. Casmurrices que podem parecer pormenores mas que para ele são vitais. É muito picuinhas. Alguém que em vez de Sumol lhe vende Fanta, é o género de coisa que o tira do sério. Depois há Mário (Miguel Costa), obcecado com a falta de educação. Não pode entrar num transporte público, num museu, ou até num supermercado que fica eriçado com a falta de maneiras dos outros. É um chato. Os outros incomodam-no. Há ainda Elsa (Cláudia Jardim), mãe e blogger. É a super-mulher lá de casa, conseguindo dividir o tempo entre a filha de alguns meses e o computador onde partilha as coisas de que gosta no seu blog. Um dia no meio de fraldas e a surfar na internet dá azo a muitos desabafos que vai partilhar connosco. Finalmente, temos Carlos (João Villas-Boas), gay e solteiro, que não percebe nada da vida moderna. Começou um capítulo novo na sua vida e não sabe nada. Esteve dez anos numa relação. Depois de se separar do seu companheiro e sarar as feridas, volta a querer apaixonar-se e encontra um mundo mudado e estranho. Não se dá com as nova tecnologias que permitem encontros online, não é adepto do fast sex e queixa-se da perda de romantismo. É um romântico estrangeiro numa Lisboa virtual.

Serão 5 semanas com episódios semanais, onde se desabafa sobre coisas diferentes. Os monólogos são filmados de frente para a câmara do computador, dando o lado confessional e pessoal.
O texto, ideia e realização são do dramaturgo/encenador André Murraças. Os actores serão Anabela Brígida, Cláudia Jardim, João Villas-Boas, Manuel Moreira e Miguel Costa. A banda sonora original é dos Fado Bicha, dupla que mistura o fado e a modernidade lisboeta. A edição vídeo está com a Três Vinténs. A produção é de Mónica Talina.
Serão ainda feitos stories no instagram e posts no facebook que vão aguçando a curiosidade para o episódio semanal. Os espectadores serão também convidados a filmarem os seus desabafos.


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


Ideia original, Argumento e Realização – André Murraças
Com Anabela Brígida, Cláudia Jardim, João Villas-Boas, Manuel Moreira e Miguel Costa
Música Original – Fado Bicha
Produção Musical – Moulinex
Montagem e pós-produção audiovisual – Três Vinténs
Produção – Mónica Talina | Pinguim Púrpura
Fotografias – Unsplash ajeet mestry alex knight alvan nee antonio uquiche  arisa chattasa  charles deluvio  claudio schwarz purzlbaum  cristina matos albers  eric nopanen  gerard cot pallares  glen carrie  jon tyson  josh sorenson  jozsef hocza  lucrezia carnelos mahkeo  malte wingen  malvestida magazine mark bertulfo  markus spiske  mika baumeister  mike meyers  miryam leon mitchell hollander  nagy arnold  neven krcmarek dino liverani  nrd ochir erdene rachel park the creative exchange  the lucky neko  vanessa bucceri  yulia khlebnikova // Disco Madonna:Karl Horn/Creative Commons
Apoio – Câmara Municipal de Lisboa – Fundo de Emergência Social – Cultura

(via: timeout)


Current track

Title

Artist