Current track

Title

Artist

Current show

NTR ALWAYS OPEN

02:30 08:10

 

Background

DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA “PRÉMIO CAMÕES”

Written by on 05/05/2020

O Prémio Camões, instituído por Portugal e pelo Brasil em 1989, é o maior prémio de prestígio da língua portuguesa. Com a sua atribuição, é prestada anualmente uma homenagem à literatura em português, recaindo a escolha num escritor cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento da língua portuguesa.

Nas suas 31 edições, o Prémio Camões foi atribuído, por ordem cronológica, a Miguel Torga (Portugal), João Cabral de Mello Neto (Brasil), José Craveirinha (Moçambique), Vergílio Ferreira (Portugal), Rachel de Queiroz (Brasil), Jorge Amado (Brasil), José Saramago (Portugal), Eduardo Lourenço (Portugal), Pepetela (Angola), António Cândido (Brasil), Sophia de Mello Breyner Andresen (Portugal), Autran Dourado (Brasil), Eugénio de Andrade (Portugal), Maria Velho da Costa (Portugal), Rubem Fonseca (Brasil), Agustina Bessa-Luís (Portugal), Lygia Fagundes Telles (Brasil), Luandino Vieira – recusado (Angola), António Lobo Antunes (Portugal), João Ubaldo Ribeiro (Brasil), Arménio Vieira (Cabo Verde), Ferreira Gullar (Brasil), Manuel António Pina (Portugal), Dalton Trevisan (Brasil), Mia Couto (Moçambique), Alberto da Costa e Silva (Brasil), Hélia Correia (Portugal), Radouan Nassar (Brasil), Manuel Alegre (Portugal) e Germano Almeida (Cabo Verde), Chico Buarque (Brasil).

Primeiro e último Prémio Camões.

Miguel Torga [S. Martinho de Anta/Vila Real, 1907 – Coimbra, 1995]
Nome literário do médico Adolfo Rocha. Poeta, ensaísta, dramaturgo, romancista e contista. Cultivou a escrita autobiográfica num extenso “Diário” (escrito entre 1932 e 1994) e em “A Criação do Mundo”. Além de poeta, é também conhecido pelos contos, muito estudados no ensino.
Foi o primeiro autor lusófono a receber o Prémio Camões, em 1989. Foram jurados, na reunião que decorreu em Lisboa, Afrânio Coutinho, António Houaisse, Eduardo Lourenço, Herberto Salles, Maria de Lourdes Belchior Pontes, Vítor Manuel de Aguiar e Silva.

Chico Buarque [Rio de Janeiro, 1946]
Francisco Buarque de Hollanda é filho do historiador Sérgio Buarque de Hollanda e de Maria Amélia Alvim Buarque de Hollanda. Artista multifacetado e um dos mais conhecidos autores da música popular brasileira, desde novo se afirmou como escritor, seja na dimensão poética e musical das suas letras, seja na ficção ou na dramaturgia.
Foi o 31º autor a receber o Prémio Camões, em reunião que decorreu no Rio de Janeiro em 2019. Foram jurados Ana Paula Tavares, Antonio Cícero, Antonio Hohlfeldt, Clara Rowland, Manuel Frias Martins, Nataniel Ngomane.