Current track

Title

Artist

Current show

NTR Always Open

01:30 11:30

Background

“A NOVA ESCOLA DA MAÇONARIA OPERATIVA – PRINCÍPIOS BÁSICOS”

Written by on 10/03/2020

Jacinto Alves – Chancela Emporium Editora

Entusiasta e defensor do aperfeiçoamento intelectual, psíquico e espiritu – al do Homem, o autor revela neste Ensaio Introdutório uma visão clara e objetiva para a “Nova Escola da Maçonaria Operativa” no século XXI, oferecendo uma leitura surpreendente e esclarecedora.

Numa viagem através dos vínculos históricos que unem a Maçonaria ao passado e se projetam para o futuro, Jacinto Alves defende um movimento aberto a todos os interessados em estudar a Arte Real, um novo patamar na evolução da Humanidade para a conquista de uma maior espiritualidade e um superior conhecimento da Vida Universal.

QUANDO COMEÇAMOS A FALAR NA MAÇONARIA DO TEMPO!

A ideia não é nova, mas em termos maioritários é tão antiga quanto a Civilização Chinesa e a esmagadora maioria das pessoas no Ocidente desconhecem em absoluto esse importante pormenor! De facto a China há cerca de 4000 anos considerava-se uma civilização do “Tempo”.

A Nova Escola da Maçonaria Operativa por nós já criada é na verdade um “renascimento” da antiga Maçonaria Operativa que esteve sempre presente ao longo da Idade Média e é a responsável pela construção dos grandes monumentos históricos que pela Europa são hoje monumentos nacionais e de reconhecimento internacional como as notáveis obras de arte apontadas por nós. Claro! A Nova Maçonaria Operativa criada por nós com o seu Rito Universal – RNP – Rito Nacional de Portugal vai-se distinguir da maçonaria operativa medieval por ser exatamente uma Maçonaria do Tempo, ou seja: – está intimamente ligada à “Navegação no Tempo”.

As fontes inspiradoras vão-se centrar principalmente em algumas das importantes filosofias orientais, nomeadamente o Taoísmo que através do primeiro Imperador da China – FO-HI, criador do famoso Livro Sagrado, o Livro das Mutações, o “I CHING”. considerado pelos “entendidos” como sendo UM MESTRE SECRETO DO TEMPO, contudo e na base das doutrinas judaico/cristãs, surge uma importante figura bíblica e conhecido pela Maçonaria Tradicional e Universal, como sendo igualmente UM MESTRE SECRETO DO TEMPO e o seu nome é MELQUISEDEQUE, daí a NOVA ESCOLA DA MAÇONARIA OPERATIVA nos seus altos graus tem como fundamento a figura lendária de MELQUISEDEQUE!

Jacinto José Alves nasceu a 6 de Março de 1938, em Lisboa. Frequentou o curso de Direito na Universidade Clássica de Lisboa. Foi subdelegado do Procurador da República para o Concelho da Quiçama, em Angola, no ano de 1962. Em 1976, foi vereador da Câmara Municipal de Vila Real e vogal da Comissão de Turismo da Serra do Marão.Profissionalmente foi funcionário público e mais tarde funcionário do Banco Pinto & Sotto Mayor, em Angola e em Portugal do Banco Espírito Santo, desde 1979 até se reformar no ano de 2000.Nas suas atividades jornalísticas foi membro fundador do semanário regional A Região, com sede em Vila Real (Trás-os-Montes).Nas suas atividades associativas, foi membro fundador da ARETRA – Associação Regional de Empresários de Trás-os-Montes e Alto Douro; do Clube de Empresários de Vila Real; da APOBANCO – Associação Portuguesa de Bancários para a Cooperação e do Clube de Empresários de S. João da Madeira.É colaborador do jornal semanário – O Regional, editado na cidade de S. João da Madeira, publicando aí, periodicamente artigos de opinião. Autor do livro – Operação: Quinto Império, publicado em 1910, pela Editora Ecopy.Foi fundador da Loja Simbólica de nome IDENTIDADE, tendo sido seu VenerávelMestre. Foi membro integrante da Grande Loja Regular de Portugal e, posteriormente, da Grande Loja Nacional Portuguesa da Maçonaria tradicional e universal. Como Grande Oficial, foi adjunto do Grão-mestre da GLNP e presentemente Grande Orador.Maçom do Grau 33 – Soberano Grande Inspector-Geral do Rito Escocês Antigo e Aceite – REAA, conferido pelo Supremo Conselho de França do mesmo Rito e membro fundador do Supremo Conselho de Portugal do REAA.

Jacinto Alves já tinha publicado em dezembro de 2010 “Operação: Quinto Império”, com a chancela Edições Ecopy, e em Setembro de 2013 “Ensaio sobre a Doutrina do Quinto Império”, com a chancela Chiado Editora.