Current track

Title

Artist

Current show

 

Background

Ouvir Música no trabalho é negativo?

Written by on 02/03/2019

Um estudo, procurou determinar quais os efeitos que a música tem na capacidade de pensamento das pessoas, utilizando para o efeito tanto música lírica como instrumental.

Os resultados demonstram que qualquer tarefa que tenha por base a criatividade verbal de uma pessoa era prejudicada quando esta escutava música, de todos os tipos – sugerindo que o cérebro humano se distrai com qualquer tipo de música.

O professor Neil McLatchie, da Universidade de Lancaster, explicou à Digital Music News que o cérebro humano tende a focar-se na música, em vez de se focar na tarefa que tem de resolver.

Os investigadores verificaram efeitos semelhantes em todas as pessoas que participaram neste estudo, incluindo nas que diziam ouvir regularmente música no trabalho ou durante sessões de estudo.

No entanto  quem considera que ouvir música enquanto se está a trabalhar dificulta a concentração, levando a que as tarefas não sejam bem executadas. Outros vêm isso numa perspetiva de boa-educação: dá mau aspeto porque ao colocar os phones nos ouvidos está a isolar-se de todos.

Contudo, há fortes defensores de que a música e trabalho não só coexistem como se entreajudam. Esta sinergia passa pelo aumento de produtividade e alívio do stress. Mas como saber qual das duas opções está correta?

Ao procurar uma resposta lógica na ciência, vários estudos apontam e comprovam que ao ouvir música uma parte do cérebro, chamada núcleo accumbens, é ativada e estimulada. O Esta parte do cérebro, é, basicamente, a região cerebral responsável pela libertação de um neurotransmissor conhecido como dopamina ou também o “químico do prazer”.

Assim, sempre que se está a ouvir uma playlist e passa uma música que gosta, é libertada uma maior quantidade deste neurotransmissor. O grande potencial passa então por usar isso em nosso favor e aumentar a produtividade no trabalho, tendo em conta todo o processo que o neurotransmissor provoca no nosso organismo.