Current track

Title

Artist

Current show

Background

Namorada de Freddy Mercury

Written by on 06/11/2018

Mary Austin era uma das lindas vendedoras da Biba, famosa butique da Swinging London e talvez o lugar mais cool da capital inglesa na década de 70. Point de descolados, artistas e fascinados por moda e estilo, Freddy Mercury era um dos habitués do lugar. E foi por lá que conheceu a mulher que mudaria sua vida e com que viveria logo depois um relacionamento de seis anos. Esse é um dos pontos altos do documentário Freddie Mercury: The Untold Story.

Embora Mary e o vocalista do Queen, morto em decorrência da AIDS em 1991, nunca tenham se casado no papel, foi para ela que Freddie deixou boa parte de sua herança, que ainda segue dando frutos. Para se ter uma ideia, mais da metade dos discos vendidos em toda a história do Queen, aconteceram após sua morte.

Foto Mary Austin era vendedora da Biba, famosa butique da Swinging London (Foto: Getty Images)
Assumidamente gay, Mary conta ter notado a opção sexual do líder do músico dois anos após irem viver sob o mesmo teto. Mas isso não abalou em nada a conexão do casal e o amor que sentiram um pelo outro. Quando o cantor assumiu à amada suas preferências, deixou a apartamento em que viviam em West Kesington (Londres). “Sabia que não estava sendo sincero consigo mesmo”, disse ela depois. Nesta época, Freddie já era uma estrela do showbusiness e também milionário. Foi então que comprou para Austin uma casa nas redondezas de onde viviam, fazendo dela também sua assistente pessoal. Ele também se mudou para uma outra residência próximo dali, na Stafford Terrace, e de onde poderia, inclusive, ver a casa da amada. Acredita-se que a música “Love of My Life”, um dos maiores hits da banda, tenha sido feita para ela. Mary então refez sua vida amorosa. Teve dois filhos com um empresário chamado Piers Cameron. Freddie foi, inclusive, padrinho do primogênito, Richard. O segundo, Jamie, nasceu após a morte do cantor.
O testamento de Freddie se tornou público em maio de 1992 e nele soube-se que o artista havia deixado a Mary sua mansão de Garden Lodge (avaliada hoje em 94,5 milhões de reais), além de metade de sua fortuna, algo estimado  em 37,8 milhões de reais. Mary segue ainda ganhando todos os direitos autorais relacionados a obra do artista. Para seu último companheiro, Jim Hutton, Freddie deixou 1,3 milhão de reais. A mesma quantia ficou para seu assistente pessoal, Peter Freestone, e para seu cozinheiro, Joe Fanelli. Para sua irmã biológica, deixou os 25% restantes de seu patrimônio. E aos pais, já falecidos, os outros 25%.
Fonte Marie Claire