Current track

Title

Artist

Current show

Background

DOIS NOVOS ACADÉMICOS COM MEDALHA DE MÉRITO CULTURAL DA ALAP-ACADEMIA LETRAS ARTES PARANAPUÃ DO RIO DE JANEIRO.

Written by on 20/08/2018

ALAP – ACADEMIA DE LETRAS E ARTES PARANAPUÃ. A Academia de Letras e Artes de Paranapuã, com sigla ALAP, é uma associação literária da cidade do Rio de Janeiro, fundada em 21 de outubro de 1989 e considerada de Utilidade Pública pela Lei nº 1644 de 27/12/1990.“A Academia de Letras e Artes de Paranapuã – ALAP foi fundada em 21 de outubro de 1989, pelo acadêmico Albene Fagundes de Araújo, junto comoutros 22 acadêmicos, em solenidade realizada no Salão Vermelho da Academia Brasileira de Letras – ABL, com o objetivo de cultivar e divulgar as inúmeras formas de arte.Na sua formação teve o incentivo e apoio do Presidente da Academia Brasileira de Letras – ABL, jornalista e escritor Austregésilo de Athayde e, também, do Presidente da Academia de Letras do Estado do Rio de Janeiro – ACLERJ, professor e escritor Modesto de Abreu, que ocuparam a presidência e a vice-presidência de Honra da ALAP até falecerem.Com um quadro acadêmico formado, agora, de 200 cadeiras assim distribuídas: 40 Letras e 40 Artes de Membros Fundadores e Efetivos, 40 Letras e 40 Artes de Membros Correspondentes e 40 de Membros Beneméritos e/ou Honorários. A Academia recebeu o nome de Paranapuã por ter sido este o primeiro nome dado a Ilha do Governador pelos seus habitantes indígenas, maneira esta de homenagear o local onde floresceu a idéia e onde moravam os acadêmicos insulanos fundadores, que na época, eram maioria. …”

Academia de Letras e Artes de Paranapuã – ALAP, na solenidade de Posse de 02 (dois) Novos Acadêmicos, outorga da Medalha de Mérito Cultural “Acadêmico Austregésilo de Athayde”, homenagem com o Troféu Cristo Redentor da ALAP.

 

 Acad. Com. Marice Prisco  Acad. Com. Flavia Mariath

  Presidente  Vice-presidente

  

POSSE ACADÊMICA: Adélio Amaro e António Manuel Palhinha

  

ADÉLIO AMARO

Nasceu em 1973, em Leiria. Entre vários cursos frequentou Design da Comunicação na ESTGAD, Caldas da Rainha, e História de Arte do Século XX, na Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa. Foi Jornalista Profissional (1996-2005) e director de vários jornais. Foi Deputado da Assembleia Municipal de Leiria e presidiu a várias associações. Actualmente é Presidente do Centro de Património da Estremadura e Presidente da Associação Folclórica da Região de Leiria – Alta Estremadura. É Director Executivo do jornal Gazeta Lusófona (Suíça), Director Cultural da Editora Portugal Mag Edições (Paris, França) e colabora na imprensa de Portugal, Suíça, França, Canadá, EUA e Brasil. Tem cerca de 4 mil artigos publicados em mais de 80 jornais e revistas. Foi fundador e sócio gerente da editora Folheto Edições (2003-2015). Já participou em dezenas de congressos e acções de formação, em países da Europa, Ásia e América. Com várias intervenções, palestras, prefácios e apresentações, moderou a apresentação de mais de 400 livros. Fez 14 exposições individuais de pintura e fotografia, em Portugal, Suíça e Japão. Diversas vezes distinguido onde se destaca: Medalha Prémio Especial pelo Ministério do Ambiente, Lisboa (1998); Troféu de Cultura do Orfeão de Leiria (2002); Medalhas e Diplomas Reconhecimento e Honra ao Mérito pelo Museu Maria da Fontinha, Castro Daire (2004, 2005 e 2007); Diploma e Medalha Austragésilo de Athayde, pela Academia de Letras e Artes de Paranapuã, Rio de Janeiro, Brasil (2005); Grande Colar de Ouro, Diploma Grande Oficial, Comenda das Artes Visuais (2007) e Título Honorífico de Cavaleiro da Ordem (2015) da Associação Brasileira de Desenho; Medalha de Bronze da Cidade de Leiria (2014); Académico Correspondente da Academia de Letras e Artes de Fortaleza, Brasil, 2015; Título Honorífico da COMENDA DA PAZ NELSON MANDELA, atribuído pelo Conselho Internacional dos Académicos de Ciências, Letras e Artes e Instituto Comnène Palaiologos de Educação e Cultura, Entidade Académica Signatária do Pacto Global da ONU (2017); Medalhas e Distinções de outras Autarquias e Instituições com realce para a de Cidadão da Algarvia (Nordeste – Açores), em 2009. Referenciado em vários manuais, é autor e coordenador de mais de 40 livros. Impulsionador de várias Antologias de Poetas Lusófonos em 23 países (mais de 400 poetas) de todos os Continentes. Autor dos Brasões das Freguesias da Barreira (Leiria) e Algarvia (Açores). Membro de várias Associações e Academias em Portugal, França, Brasil e Canadá. É um apaixonado por Leiria e Açores tendo feito o levantamento fotográfico e histórico de todas as freguesias de ambas as regiões. 

ANTÓNIO MANUEL PALHINHA

Nascido em 13 de Maio de 1967, em Lisboa. Vive na cidade de Odivelas desde os primeiros dias de vida até aos dias de hoje. Muito cedo manifestou interesse pelas ciências e pela escrita. Apaixonado pela medicina, nomeadamente cardiologia e Medicina de catástrofe, mas também, um amante da escrita. Certificado pelo Conselho Cientifico – Pedagógico da Formação Contínua em várias áreas e domínios. Pioneiro a nível Internacional na formação em Primeiros Socorros para Cegos e Ambliopes. Um sonhador das letras. Iniciou-se a escrever poesias quase ao mesmo tempo que começou a aprender a escrever. Um profissional de saúde, um cidadão do mundo.– PRESIDENTE DO NÚCLEO ACADÉMICO DE LETRAS E ARTES DE LISBOA– PRÉMIO DESTAQUE LITERÁRIO LUSÓFONO 2016 – Atribuído pela Associação Internacional de Escritores e Artistas.– TROFÉU MACHADO DE ASSIS 2016 – BRASIL– Membro do International Writers and Artists Association – IWA (USA)COMENDA DA PAZ NELSON MANDELA – Conselho Internacional dos Académicos de Ciências, Letras e Artes/Instituto Comnène Palailogos de Educação e Cultura. Entidade Académica Signatária do Pacto Global da ONU nº 39.621, por SERVIÇOS PRESTADOS À HUMANIDADE, através da INFLUÊNCIA INTELECTUAL, CIENTÍFICA E ARTÍSTICA.COMENDA HONORIFICA Barão de Ayuruoca – Instituto Cultural Barão de Ayuruoca. Por SERVIÇOS RELEVANTES PRESTADOS à CULTURA.Medalha de Mérito Cultural Austregésilo de Athayde – Academia de Letras e Artes de Paranapuã – Rio de Janeiro, em prol do Engrandecimento da Cultura Luso – Brasileira. 

HOMENAGENS:

MEDALHA AUSTREGÉSILO DE ATHAYDE: Ana Peixinho (Diretora da Universidade de Coimbra), Carmindo Bento, Fernando Medina (Presidente da Câmara Municipal de Lisboa), José Manuel Gonçalves Vieira (Vereador da Câmara de Bombarral), José Vaz, Mariana Vieira da Silva (Secretária Adjunta de Estado do Primeiro Ministro). Paula de Oliveira Ribeiro (TAP), Pedro Ramos (TAP) e Zaida Nunes.

TROFÉU CRISTO REDENTOR DA ALAP: Adélio Amaro, Ângelo Rodrigues, António Palhinha, Carlos Diogo Santos, Carlos Margarido, Casa das Beiras de Lisboa (Presidente Bernardino Fonseca), Delmar Domingos de Carvalho, Diamantino Bártolo, Emanuel Lomelino, Frankelim Amaral, JM Ribeiro-Canotilho, João Morgado, José João Murtinheira Branco, Paula Machado Oliveira, Paulo Coelho, Vanessa Ribeiro Rodrigues.

 

A cerimônia será realizada na Casa das Beiras de Lisboa (Morada: Av. Alm. Reis 256 – 1°E Lisboa, Portugal) às 18 horas do dia 21 de agosto de 2018 (terça-feira).