“NÃO RESPIRE” LIVRO PÓSTUMO DE PEDRO ROLO DUARTE.

Escrito por em 13/05/2018

«Há palavras que se tornam estigmas, condenações, tabuletas na testa de quem subitamente é forçado a viver com elas. Mais de 30 anos de jornalismo, a conviver todos os dias com palavras e os seus significados, podem ainda assim deixar de fora esta ideia, na premissa de que as palavras são todas iguais, saem direitinhas no ecrã do computador, e mais perfeitas ainda na impressão do jornal, ou na paginação fria do tablet. Não são e essa foi a primeira surpresa que tive. Um dia acordei com uma palavra mais na vida, e falei dela com os mais próximos como se fosse apenas uma palavra mais. Rapidamente a ilusão desapareceu – como se, na verdade, alguma vez tivesse existido. Um poema não tem vida própria? Tem. Uma carta de amor não é um coração vivo, que bate e se sente? Claro que sim. Porém, como fiz das palavras profissão, nunca deixei que me escapassem da mão. Brinquei, joguei com elas, até as enganei – mas jamais permiti que se libertassem, como um filho aos 18 anos, ou que me dessem problemas, como um adolescente tonto. Fui-lhes fiel e leal – e exigi-lhes o mesmo. Cumpriram. Até agora. Até ao dia em que uma palavra me deixou, a um tempo, carimbado, abalado e quase triste. Reconheço: acarinhado, também. Tudo ao mesmo tempo. A palavra: cancro.»

 

 

 

Pedro Rolo Duarte (1964 – 2017) foi, durante três décadas, um dos grandes nomes do jornalismo português.

Criou, fundou e dirigiu o DNA, suplemento de fim-de-semana do Diário de Notícias que a Society for News Design considerou, em 1999, como «possivelmente o melhor do século».

Foi subdiretor do Diário de Notícias, diretor-adjunto do jornal Sete, fundador e editor-geral da Visão e da revista K, fundador, redactor e editor-adjunto de O Independente, fundador e diretor do suplemento «Nós» do jornal i. Foi ainda colunista ou colaborador de publicações como o Correio da Manhã, Diário Económico, Notícias da Tarde, Lux Woman, Elle, Egoísta, Playboy e Sapo 24. Apresentou mais de uma dezena de programas de televisão, na RTP, SIC, TVI, e A Bola TV. Em rádio, realizou programas na Antena 1, Antena 3, Rádio Comercial, Renascença e CMR.

Foi nomeado para três Globos de Ouro e venceu dois Setes de Ouro. Durante dez anos, foi autor do blog Pedro Rolo Duarte. Publicou os livros Fumo, Sozinho em Casa e Noites em Branco.

Após a sua morte, foi homenageado com um voto de pesar na Assembleia.


NTR – Network Rádio

É outra música

Current track
TITLE
ARTIST

Background